quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Boas & más notícias da semana - 04~08/11

Porque somos diferentes socialmente de países historicamente sólidos economicamente? Porque países como Alemanha, Canadá, Noruega, Bélgica, Suíça e outros são socialmente diferentes de nós? Ora, seus governantes, principalmente após a 2ª Guerra Mundial, fizeram com que cada cidadão de seus países tivessem o que minimamente precisa-se para viver bem: saúde, emprego, segurança, alimentação de qualidade, cultura, educação, ... e ninguém ficasse à margem disso. Caso alguém mostrar-se fora deste padrão, o governo o aborda, o questiona, o ajuda. Este padrão é a décadas, sem preconceitos, sem segregações, beneficiando diversidades e criatividade. Para que isto se consuma, há necessidade de não haver o preconceito e segregação velada, fazendo ações governamentais efetivas na direção da divisão de renda e da inclusão. Para quem não sabe, inclusão é, por exemplo, dar oportunidades de vida a um quase zumbi que perambula pelas redondezas de sua moradia no interior do Ceará apalpando o chão e delirante concluir que ali deve ter água. Mero delírio, pois já é quase uma miragem a quem nada tem a fazer com 3 anos sem chuvas ao seu redor. Enquanto alguns em nosso país sublimam que existam pessoas assim, nos distanciamos dos grandes países. Na primeira reportagem abaixo, há mensurações da nossa evolução mais recente e que leva a projetar excelentes resultados em até 20 anos.

Boas

    • Camex reduz impostos de importação de 124 produtos sem similar nacional.
    • Mantega prevê dados fiscais melhores em outubro.
    • Venda de veículos cresce 6,6% em outubro, aponta Anfavea.
    • Vendas no varejo de São Paulo crescem 6,2% em agosto. 
    • Poupança tem captação líquida recorde para meses de outubro.
     Más
    • Fluxo cambial tem 5º saldo negativo seguido em outubro.

    17 comentários:

    1. Sem dúvida a diminuição da desigualdade social é algo a ser comemorado, mas independente do quanto ela tenha reduzido, a população jamais deve ficar satisfeita com isso e deve cobrar muito mais. Já que o país começou a caminhar, deve haver cobrança para que caminhe muito mais rápido.
      Se não houver pressão por parte do povo, vencerá a pressão dos patrocinadores das campanhas eleitorais, dos partidos aliados do governo, da imprensa e da oposição.
      Somente com a pressão do povo sobre Dilma e os demais políticos é que é possível fazer o país avançar mais rápido. Se o povo ficar esperando que eles, por conta própria, entre tantas negociações e acordos, façam o país avançar, esperaremos mais uns 100 anos até que o Brasil se torne um país desenvolvido socialmente.
      Se uma pessoa que ganhava 200 reais por mês passou a ganhar 400 reais, ele teve um aumento de 100% na sua renda, o que é ótimo a nível estatístico, mas essa pessoa continua vivendo mal. E bem pior que a sua pequena renda é não ter acesso a tratamento de saúde digno quando ficar doente ou não ter uma escola pública decente que permita que seus filhos tenham uma vida melhor, ou um transporte público gratuito.

      Deixo um link de uma matéria sobre a Noruega e sua situação social:
      http://www.diariodocentrodomundo.com.br/janteloven/

      Abraços!!

      ResponderExcluir
    2. O aumento da venda de veículos e melhora dos dados fiscais são reflexo da melhora e recuperação da economia brasileira em relação ao ano anterior. Já a captação da poupança apresentou aumento em função da intervenção do governo ao aumentar a taxa SELIC, impulsionando e estimulando o brasileiro a frear o consumo e passar a poupar.
      Com relação direta à logística internacional, a redução do imposto para importação deve gerar uma demanda maior por produtos importados o que resultará num impacto direto nos portos brasileiros.

      ResponderExcluir
    3. Angelina J. Cunha RA: 11310750

      Boa Notícia:
      A Câmara do Comercio Exterior reduziu o imposto de Importação, essa medida atingiu especificamente bens de capital, bens de informatica e de lecomunicações, o objetivo é baratear a compra externa de máquinas e equipamentos, os principais contemplados foram a indústria naval, a produção de bebidas, bens de capital e o setor de auto peças com isso é esperado que aumente o potencial para gerar empreendimentos internos de cerca de US$1,3 bilhão.

      Má Notícia:
      Fluxo Cambial tem 5º saldo negativo seguido em outubro.
      A saída de dólares do país superou a entrada em outubro pelo 5º mês seguido, tendo outubro o maior saldo negativo desde Dezembro 2012.
      O segmento financeiro foi o responsável pelas saídas de dólares superarem as entradas no país.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. boas notícias:

        O Brasil terá desigualdade menor que os Estados Unidos, isso está
        relacionado com forte crescimento do país, especificamente com a importação e exportação que nesses últimos anos teve teve uma grande redução de imposto.
        e essa redução favoreceu as empresas em seu capital, porém o objetivo foram de baratear e favorecer as empresa. Com todos os segmentos tais como: informatica e de telecomunicações, o objetivo é baratear a compra externa de máquinas e equipamentos, os principais contemplados foram a indústria naval, a produção de bebidas, bens de capital e o setor de auto peças com isso é esperado que aumente o potencial para gerar empreendimentos internos possa passar mais cerca de US$1,3 bilhão.

        MÁ NOTÍCIA:

        o fluxo cambial tem saldo negativo, entretanto, mesmo com o crescimento do brasil ainda está negativo, porém não é tão positivo como mostra,

        A saída de dólares do país superou a entrada em outubro pelo 5º mês seguido, tendo outubro o maior saldo negativo desde Dezembro 2012.
        O segmento financeiro foi o responsável pelas saídas de dólares superarem as entradas no país.N em tudo que divulga é verdadeiro,o Brasil com todo esse crescimento, ainda está deixando a deseja com a importação e exportação.

        José Marques Dos Santos Segundo = R.A = 11309858

        Excluir
    4. boa noite
      a desigualdade foi reduzida nesses ultímos anos,mas concerteza tem que ser cobrados muito mais.Como os impostos os super ricos criaram o periodo mais prospero da classe media,foi publicado no site americano e republicado a pedido de um bilionario

      ResponderExcluir
    5. Seria bom poder comparar o Brasil com países que estão entre os melhores no ranking IDH 2013, conforme divulgado pela ONU (http://lista10.org/diversos/os-10-melhores-e-piores-paises-em-qualidade-de-vida-idh-2013/). Infelizmente para nós brasileiros o “mundo perfeito” ainda não parece estar tão próximo, sabemos que nosso país teve e ainda tem governantes não muito comprometidos com seus cargos fazendo uso indevido de suas responsabilidades e jogando a culpa nos seus antecessores ou sucessores. Não estou quero afirmar que países como Canadá, Noruega só estão entre os melhores por serem monarquias e não podem colocar a culpa na gestão anterior. O que quero dizer é que enquanto a gestão de nosso país for um negócio para os políticos e seus amigos, o máximo que o Brasil irá conquistar será titulo em copa do mundo.

      ResponderExcluir
    6. Patricia Moretto R.A. 1131083720 de novembro de 2013 21:32

      Quando comparamos o Brasil com outros países, percebemos não só as diferenças em questão da qualidade de vida ou das riquezas, podemos perceber que a cultura do povo é a diferença mais agravante e que impede que o Brasil possa se tornar tão desenvolvido quantos os outros países. Ao exemplo do texto, em outros países o governo auxilia quem mais precisa, já no Brasil quando isso acontece quem recebe é taxado de "vagabundo" e quem doa, doa esmola. Difícil..

      ResponderExcluir
    7. Desigualdade...
      As desigualdades sociais são problemas que afetam os maioria dos países é um fenômeno que ocorre principalmente países não desenvolvidos. Acredito que criando estratégias e pressionando o governo isso um dia poderá mudar trazendo benefícios para a população.

      Rodson Alves RA 11309831

      ResponderExcluir
    8. Caio Cesar Pereira Rodrigues - RA: 1130975220 de novembro de 2013 22:28

      O Brasil pode se tornar um país mais justo e igual, com índices de desigualdades baixos, para isso, o governo precisa investir mais na população, assim como os países mais desenvolvidos em que o governo investe na educação, moradias, saúde. Um dos pontos positivos do Brasil é que a Comex reduziu os impostos de importações de 124 produtos, facilitando a importação de bens de capital, bens de informática e de telecomunicações sem produção nacional que podem entrar no país com redução temporária do imposto de importação, o que diminui o custo de aquisição de máquinas e equipamentos para vários projetos. Porém, há uma má noitícia, a que o fluxo cambial, fechou em vermelho porque a saída do dólar foi maior que à entrada.

      ResponderExcluir
    9. Sergio Pedrozo R.A 1131060020 de novembro de 2013 22:42

      Boas noticias:
      A redução da desigualdade social no Brasil, deve ser comemorada, sem dúvidas. Mas, o mais importante é nos preocuparmos com a existência dela por muitos e muitos anos. Para isto ocorrer, é necessário o acompanhamento e a pressão por parte do povo, pois caso contrário, vencerá a pressão dos dirigentes das campanhas eleitorais ou da oposição. Esperamos que o povo saiba cobrar a Dilma e os demais políticos, para que o país se desenvolva mais rapidamente a nível social. Desejamos que a Bolsa Família não seja um resultado eleitoral apenas. Onde, o governo reinante se preocupe em dar andamento neste programa.

      Más noticias:
      O Fluxo cambial tem o 5º saldo negativo seguido em outubro. As saídas de dólares do país superam as entradas em US$ 6,2 bilhões em outubro, segundo o Banco Central. De Janeiro a 1º de Novembro, o fluxo cambial ficou negativo em US$ 5,361 bilhões.

      Sergio Ricardo Pedrozo RA 11310600

      ResponderExcluir
    10. Ana Paula Bento - RA: 1131037620 de novembro de 2013 22:56

      Boa noticia: a redução de impostos de importação, favoreceu bens de capital, de informatica, de telecomunicações,barateando a compra de máquinas e equipamentos, os contemplados são indústria naval, produção de bebida, bens de capital e o setor de alto peças, sendo assim essas empresas vão poder incentivar investimentos em empresas do mesmo ramo no país.

      Má noticias: o Brasil teve seu quinto mês seguido com saldo do fluxo cambial negativo, sendo que no ultimo mês (outubro) foi o mais alto de todos. isto pode estar ocorrendo devido ao fluxo financeiro e comercial sendo que o financeiro é o maior responsável pela saída e superar as entradas de dólares no pais, isso acaba afetando nossa economia.

      ResponderExcluir
    11. DANIEL RUZZA

      Bom como podemos ver temos mais boas noticias do que ruins nessa semana, onde se destaca entre as boas o estudo realizado pelo IPEA onde em menos de 20 anos o Brasil deve estar melhor que o EUA em termos de desigualdade. A redução de impostos pela CAMEX barateando a compra de maquinas e equipamentos, onde também será beneficiado os setores naval, autopeças e bebidas.
      Entre as más noticias, uma situação comprovada a o que os brasileiros já sabiam, que é a demora a condenação de pessoas que tem dinheiro, no caso Maluf, onde é citado pelo Ministro-chefe que processos para essas pessoas só terminam em menos de 20 anos se a própria pessoa quiser, o que é uma vergonha num pais onde acontece muitos casos desse tipo.

      ResponderExcluir
    12. Boa noite = O

      ''DESIGUALDADE''

      Bem nem todas as partes podemos comparar o nosso Brasil com outro país , o Brasil tem muitas diferença de outros paises , quem acha que o governo do Brasil ajuda todos nós , principalmente aqueles que necessitam bem mais , vai continuar só achando. É muita desigualdade NA POPULAÇÃO. a qualidade de vida da população é muito baixa, enquanto os outro países ajuda dando o custo de vida da população e em vestindo nas pessoas trabalho, moradia, E educação podemos perceber claramente que não temos estrutura suficiente e principalmente cultura , Isso que vem acontecendo no Brasil não dá nenhuma possibilidade de ser comparado com outro pais é uma vergonha o que ocorre hoje , mas não depende da população e sim depende desse tal governo que chamamos hoje atualmente no Brasil para reverter essa realidade !

      Alex Mação Ra 11309569

      ResponderExcluir
    13. Eu não encontrei nenhuma notícia boa, somente notícias más para o ricos e notícias mentirosas.

      Sobre as notícias ‘’BOAS’’

      Desigualdade : Segundo a ministra do desenvolvimento o projeto bolsa família desembolsa R$ 24 BILHÕES anualmente para tirar família da miséria e que o projeto é o único a unir os principais serviços públicos ASSISTÊNCIA SOCIAL, EDUCAÇÃO E A SAÚDE !!!! KKKKKKKKKKKKKK

      PIADA... DESTE MONTANTE, CHUTANDO BAIXO UNS 45 % FICAM NA MÃOS DA CORUPÇÃO, SAÚDE PUBLICA E EDUCAÇÃO ? ACHO QUE ESTÁ SE REFERINDO A OUTRO PÁIS, TODO MUNDO SABE QUE ISSO QUASE NÃO EXISTE NO BRASIL E MUITO MENOS ACOMPANHAMENTO DIGNO, A NÃO SER, SE A MATÉRIA CONSTRUÇÃO CIVIL ESPECIALIZADA EM ESTÁDIO PARA COPA.
      CONCLUINDO ESTE PROJETO É FOCADO NO NORDESTE PORQUE É IMENSO O INTERESSE POLÍTICO E QUEM PAGA A CONTA É A REGIÃO SUDESTE.

      Imposto Reduzidos: Sobre 124 produtos que vão beneficiar setores naval, auto- peças e bebidas

      TÁ DE BRINCADEIRA ? É PARA FICAR FELIZ É COMPRAR UM BARCO, PEÇAS DE REPOSIÇÃO E CHAMPANHE PARA COMEMORAR ?

      Venda de Veículos : Aumentou 6,6%, mais é claro, disponibiliza financiamento em 100 vezes com juros astronômicos e o governo incentivando a compra, o resultado não podia ser outro.
      Mais cadê este mesmo empenho em incentivar a educação superior, moradia e extinção de impostos.

      Condenação: ESSA VEIO CHOVENDO MOLHADO TODO MUNDO JÁ SABE DISSO !!!

      Fluxo Cambial NEGATIVO : EM UM PÁIS COM TANTA CORRUPÇÃO É IMPOSTOS... NORMAL QUE O DOLAR VIAJE DAQUI PARA OS PARAISOS FICAIS !!!

      BOM ESSE É O BRASIL SEMPRE DANDO UM JEITO DE MAQUIAR SEUS PODRES !!!!


      Robson Fernando RA 11309103

      ResponderExcluir
    14. Jairo de Oliveira Pontes - RA:11310147

      Boas Noticias: As vendas no comércio exterior reduzirão os impostos de importação,assim aumentaram a demanda,com as compras de maquinas e equipamentos eletrônicos e também no setor de auto peças e industria naval gerando emprego para um bom desenvolvimento do nosso país.

      Má Noticia:nos ultimo meses o Brasil fechou com o saldo negativo do fluxo cambial, a saída de dólares superaram as entradas segundo o Banco Central ficando negativo em US$5.361 Bilhões

      ResponderExcluir
    15. Bom as boas noticias são que Brasil terá desigualdade menor que os Estados Unidos.
      Camex reduz impostos de importação de 124 produtos sem similar nacional.
      Mantega prevê dados fiscais melhores em outubro.
      Venda de veículos cresce 6,6% em outubro, aponta Anfavea.
      Vendas no varejo de São Paulo crescem 6,2% em agosto.
      Poupança tem captação líquida recorde para meses de outubro.
      E as ruím são CGU: condenação de Maluf comprova tese de que Brasil demora a punir ricos.
      Fluxo cambial tem 5º saldo negativo seguido em outubro.

      Também concordo com o Robson de boa não vi nehuma notícia, só aumento e aumento de taxas ,alem da desigualdade di Brasil , até aonde esse país quer chegar , me di eles estão querendo enganar .

      ResponderExcluir

    Seus comentários são livres, a favor, contra ou neutro em relação ao tema do post, mas nunca devem conter ofensas pessoais ou serem feitas de forma anônima.