quarta-feira, 6 de junho de 2012

A tampa e a panela

31/05, por volta de 19hs., excepcionalmente dando um tempo a um final de expediente, para chegar a hora de um novo compromisso às 19:45hs., invado um supermercado do bairro, atrás de algo, não sabia ao certo o que. Num segundo momento decidi por comprar farinha de trigo integral para um dia fazer pão, na máquina pra isso, claro. Procurei também por um pão de forma para o café matinal, como se me fosse possível tomar o café matinal. Ao chegar à grande gôndola de pães, me pus de cócoras, para tentar chegar ao “buraco” que estava o pão que eu queria (aveia ou estes que tem agora de 300 grãos). Nisso chega um casal, de namorados morando juntos, noivos ou casados, mas algo como “presos”. Ela à frente com velocidade maior, mais determinada e ansiosa, e mais atrás, um rapaz. Ambos bonitos, próximos de seus 27 anos. Logo ouço uma primeira primeira voz de comando da moça, forte e firme, praticamente uma ordem: “pega pão”. Neste approach me foi suficiente para entender o dia dia do casal. Ele fala calmo e em tom moderador: “vou pegar um integral” e se dirigiu para o pickup do item litigioso. Ela aumenta o tom e em expressão de autoridade diz: “eu não quero pão integral, eu não como pão integral”. Ele diz olhando para gôndola escolhendo o produto que “é importante pão integral”. Ela para seus movimentos com o carrinho de compras, fulmina o companheiro com o olhar e quase gritando exclama: “eu não gosto de pão integral”. Eu de cócoras, quase levanto para mediar e sugerir que se levasse dois pães, mas na sequência ele pacientemente responde: “eu também não gosto, mas como, porque é importante” e complementou apaixonado “beem...”. Ela já quase a beira de um ataque, esbraveja: “não quero pão integral, não como, não pega, não pega, entendeu?” e tudo isso já se podia escuta-la num raio de 10 metros, a sorte deles é que somente nós três estávamos neste raio. Eu sabia que não me sobraria chutes, apesar de estar aos seus pés, pois da minha experiência sei que nada mais é do que uma self-therapy realizada por casais que estão seguros em quem batem. Sumiram rapidamente entre as outras gôndolas e não percebi a decisão, mas me pareceu que o rapaz dançou em suas pretensões naturalistas de comer pão integral e lembrei de Adoniran Barbosa que dizia "bom de briga é aquele que cai fora". Mais tarde, vejo a bela e brava moça distante do manso rapaz, chamando-o para mostrar algo, onde ela acenava com a mão e como um sargento, mais uma vez ordenou forte: “vem aqui”. Este “vem aqui” foi tão ordenante, grosso até, que mais nada me restou a não ser rir, e torcer para que a tampa se adapte à panela um dia, pois não há TPM ou stress que justifique. Se para definir a compra de um pão em local público há este embate, como não será em casa quando o primeiro filho esgoelar por uma noite inteira? Lembrando ainda que esta intempestividade, não é privilégio das mulheres, pois homens fazem shows tão maravilhosos (para o público como eu) quanto as mulheres.
Toada do Amor
E o amor sempre nessa toada!
briga perdoa perdoa briga.
Não se deve xingar a vida,
a gente vive, depois esquece.
Só o amor volta para brigar, 
para perdoar,
amor cachorro bandido trem.


Mas, se não fosse ele, também
que graça que a vida tinha?


Mariquita, dá cá o pito,
no teu pito está o infinito."
Carlos Drummond de Andrade

2 comentários:

  1. boa tarde.

    Parte das Escrituras, sem motivo específico por ter deixado no seu blogger, mas específico para que leia as Escrituras de Deus, que sempre fala ao nosso Ser.

    SALMO 16
    1 GUARDA-ME, ó Deus, porque em ti confio.
    2 A minha alma disse ao SENHOR: Tu és o meu Senhor, a minha bondade não chega à tua presença,
    3 Mas aos santos que estão na terra, e aos ilustres em quem está todo o meu prazer.
    4 As dores se multiplicarão àqueles que fazem oferendas a outro deus; eu não oferecerei as suas libações de sangue, nem tomarei os seus nomes nos meus lábios.
    5 O SENHOR é a porção da minha herança e do meu cálice; tu sustentas a minha sorte.
    6 As linhas caem-me em lugares deliciosos: sim, coube-me uma formosa herança.
    7 Louvarei ao SENHOR que me aconselhou; até os meus rins me ensinam de noite.
    8 Tenho posto o SENHOR continuamente diante de mim; por isso que ele está à minha mão direita, nunca vacilarei.
    9 Portanto está alegre o meu coração e se regozija a minha glória; também a minha carne repousará segura.
    10 Pois não deixarás a minha alma no inferno, nem permitirás que o teu Santo veja corrupção.
    11 Far-me-ás ver a vereda da vida; na tua presença há fartura de alegrias; à tua mão direita há delícias perpetuamente.

    Abraços
    Jesus Cristo te Ama!
    Ele é o Caminho, e a Verdade, e a Vida.

    ResponderExcluir

Seus comentários são livres, a favor, contra ou neutro em relação ao tema do post, mas nunca devem conter ofensas pessoais ou serem feitas de forma anônima.