quarta-feira, 9 de maio de 2012

Mil variáveis nas estratégias logísticas

Quando as mais diferentes entidades, especialistas, “especialistas”, consultores, “consultores” e assim sucessivamente, imprensa, corporações, professores, palestrantes, profissionais da área, opnam sobre estruturas logísticas que o Brasil deveria ter, colocam uma dose razoável de palpite e percepções, sem estarem devidamente embasadas e sem levar em consideração a difícil realidade financeira do país pelo qual vem saindo nos anos recentes. Em países emergentes é típico surgir a demanda e depois preparar a infra-estrutura e não o contrário, que é típico de economias de décadas abastadas. Se as empresas no Brasil atuam desta forma, porque o governo federal, estadual e municipal não faria o mesmo? Construir a 10 anos atrás, por exemplo, estradas no padrão alemão pelo Centro-Oeste ou Nordeste, seria como fazer uma nova Transamazônica, estrada feita em meio a florestas e que ao construir (parcialmente, pois apesar de inaugurada em 1972, nunca existiu) percebeu-se que ligava nada a coisa alguma. O momento é outro e inúmeras ferrovias, rodovias, hidrovias, hidoelétricas, usinas eólicas, portos, aeroportos, centro de distribuição, duplicações de estradas existentes e outras estruturas logísticas estão em construção por todo o país e agora até com iniciativas privada. Quem quiser consultar pode fazê-lo através do site do Ministério dos Transportes. A definição de uma estratégia logística passa por uma quantidade muito grande de variáveis, externas, que são aquelas disponibilizadas pelos governantes e internas, que são aquelas disponibilizadas pelos investimentos corporativos, de origem privada. Um artigo muito bom e didático foi escrito pelo professor Leonardo Lacerda, “Armazenagem Estratégica: Analisando Novos Conceitos”, incluído no site da Sargas, consultoria em logística.
                                          Rodovia Transamazônica - BR230 - (1969 a 1974)
                                           Estrada Brasil - Pacífico - (em construção)

ARMAZENAGEM ESTRATÉGICA: ANALISANDO NOVOS CONCEITOS
Leonardo Lacerda
Os consumidores quando vão às prateleiras das lojas esperam encontrar os produtos que necessitam, não importando se os produtores estão a 10 ou 2.500 Km de distância. Este é o trabalho da logística: prover disponibilidade de produtos, onde e quando estes forem necessários. Freqüentemente, isto significa coordenar o fluxo de produtos de vários fornecedores dispersos pelo país e, cada vez mais, dispersos pelo mundo, para que estes cheguem até os clientes finais, nas mais distantes regiões.

Uma questão básica do gerenciamento logístico é como estruturar sistemas de distribuição capazes de atender de forma econômica os ... (leia o restante)

74 comentários:

  1. Ulysses Rodrigues de souza13 de maio de 2012 09:51

    O conceito de estrategica logistica no meu ponto de vista, é que a necessidade de atender os clientes hoje em dia esta cade vez mais necessitando de agilidade nas entregas, o por isto empresa estão adotando novos sistemas de distribuição, como (Centros de Distribuição Avançados, Transit Point, Cross-Docking, Merge in Transit), todos sistemas de recebimento e distribuição de produtos de forma rapida e atendendo a necessidade do cliente de ter o produto mais rapido em suas mãos.
    Esta forma de distribuição é muito positiva, pois além de baixar custo de transporte, atende uma demanada maior de clientes.

    ResponderExcluir
  2. Isabella Corsi Santos13 de maio de 2012 10:07

    Os canais que as Empresas estão usando para entregar seus produtos cada dia mais estâo necessitando de novas ferramentas de distribuição, pois a demanda nas entregas e o consumo de determinados produtos e muito grande, e para manter os estoques de uma loja ou uma Empresa sempre abastecidos com estes produtos, Empresa estão adotando cada vez mais centros de Distribuição avançados e sistemas de distribuição como Transit Point,Cross-Docking,Merge in Transit. estes sistemas facilitam o escoamento dos produtos de forma mais agil, atendendo com mais velocidade a necessidade dos cliente.

    ResponderExcluir
  3. Flavio Marchesini14 de maio de 2012 12:48

    Boa tarde professor Edison Batista.

    Minha opinião sobre conceito estratégico logistico. Esta surgindo uma demanda enorme para atender todos os clientes em todo Brasi, quanto mais rapido possivel, melhor sera para quem esta comprando produto.
    Empresas estão se adquando novos sistemas de distribuição avançado para atender melhor seu clientes como os sistemas: CROSS-DOCKING,TRANSIT POIT. Com essa forma de estrateca sera bastante eficiente rapida e economica os transportes de mercadoria.
    Com um centro de armazenagem de mercadorias bem localizado de forma estratégica mostrando porcentual demanda em pontos de todo Brasil concordo que ai sim o Brasil vai evoluir.

    ResponderExcluir
  4. O Brasil hoje se arrasta para resolver seus problemas logísticos com relação ao sistema rodoviário e ferroviário. A insuficiência de rodovias pavimentadas e ferrovias em relação às dimensões e necessidades do País são evidentes.
    Para que o “progresso” sai da nossa bandeira e vire uma realidade no mundo logístico temos que nos conscientizar que rodovias e ferrovias em bom estado de conservação são essenciais para o crescimento não só logístico, econômico e social do nosso País. Uma vez que não existe uma iniciativa objetiva nem para a adequada manutenção nem para a ampliação e modernização dos sistemas rodoviários e ferroviários apenas com recursos tributários (que são escassos levando em consideração que pagamos uma quantia muito pequena de impostos),o caminho para superar o desafio de melhorar e aumentar essa infra-estrutura rodoviária e ferroviária se restringem as 3 alternativas:
    Concessões, Parcerias Público-Privadas e investimento público direto.
    Usando as palavras de Leonardo Lacerda às Empresas: “... não existe um modelo único. As soluções mais adequadas dependem de características próprias de cada empresa e da estratégia logística adotada.” Ou seja o Sistema escalonado, Cross Docking, Transit Point ou Merge in Transit são opções disponíveis que podem ser utilizadas dependendo da estratégia de cada empresa.

    ResponderExcluir
  5. Em países emergentes (Brasil e outros) temos essa triste realidade de não termos estratégias para atender a demanda exigida do mundo atual que estamos vivenciando, e um fato concreto disso é a organização da Copa de 2014 que pode ser um fiasco ou não. Que não estão atendendo as necessidades humanas nem estruturais para o evento, onde o sistema de logística utilizado vai ser um ponto fundamental e crucial para um evento de grandes proporções. E quanto ao artigo de Leonardo Lacerda, soluções adequadas depende das características de cada empresa e da estratégia de logística adotada, se vai ser sistema direto ou sistema escalonado, o importante de tudo é o planejamento antecipado e o seu cumprimento rigoroso de cada sistema, onde coordenação e sincronismo entre os recebimentos e expedições de cargas sejam eficazes e eficientes e com isso podem combinar as vantagens dos sistemas escalonados e flexibilidade na utilização de Centro de Distribuição avançado, Transit Point, Cross-Docking, Merge in Transit e a capacidade de resposta dos sistemas diretos, indicando grandes oportunidades e muitas variáveis a serem obtidas.

    ResponderExcluir
  6. Jéssica Carolina da Silva
    Para indicar melhorias ou opnar em estruturas Logísticas que o Brasil deveria ter é preciso ter bases reais.As empresas trabalham primeiramente com a demanda e depois investem em infra-estrutura, apresentando assim um cenário resultante.Porem não sei o porque os governos não trabalham desta forma. Pois trabalhando com este mesmo cenário evitariamos tantos investimentos sem resultados como citado no caso acima.
    Vivemos um momento onde a Logística apresenta um grande aumento de demanda, o que requer para o Brasil mais Ferrovias, Rodovias pavimentadas e Hidrovias para facilitar o escoamento de produtos e serviços no geral.Uma vez que a função do profissional de Logística deve disponibilizar produtos e serviços á todos os consumidores, mesmo que a longa distância.
    Por isso trabalhamos com ferramentas (Croos-docking , transit time, marge in transit, justin time entre outros) que facilitam e estruturam todos os processos logísticos.Realizando uma distribuição correta, atendendo as necessidades e expectativa do cliente.

    ResponderExcluir
  7. O que mais me chama a atenção na infra-estrutura logística é o fato de que o problema logístico no brasil vem sendo tratada com grande descaso pelos governos estaduais e federais. É inaceitável num país que a cada ano crescem suas exportações, não tenha uma infra-estrutura que suporte transportar aquilo que produz.
    Até mesmo a malha ferroviária, que ajudariam na escoação da produção, 75% delas estão num estado de precariedade, e conseguem trazer gargalos ao transporte.
    A frota de caminhões qua abrange mais de 1 milhão e 900 mil veículos de carga, e tem uma idade média de 258 anos e que alcançam uma velocidade média de 25km/h, com uma enorme dificuldade de se chegar aos portos principalmente ao de Santos.
    A falta de vontade da nossa política também traz um aumento significativo nos custos com manutenção, atrasos nas entregas uma perda entre a oferta e a demanda o que acarreta cada vez mais perdas aos clientes.
    Sem contar com as quadrilhas especializadas em roubo de cargas, tudo isso acaba aumentando os custos logisticos e fazendo com que produtos e serviços percam suas competitividade no mercado, levando a diminuição dos lucros e até prejuízos.

    ResponderExcluir
  8. Ricardo José da Silva16 de maio de 2012 18:02

    O que mais me chama a atenção na infra-estrutura logística é o fato de que o problema logístico no brasil vem sendo tratada com grande descaso pelos governos estaduais e federais. É inaceitável num país que a cada ano crescem suas exportações, não tenha uma infra-estrutura que suporte transportar aquilo que produz.
    Até mesmo a malha ferroviária, que ajudariam na escoação da produção, 75% delas estão num estado de precariedade, e conseguem trazer gargalos ao transporte.
    A frota de caminhões qua abrange mais de 1 milhão e 900 mil veículos de carga, e tem uma idade média de 258 anos e que alcançam uma velocidade média de 25km/h, com uma enorme dificuldade de se chegar aos portos principalmente ao de Santos.
    A falta de vontade da nossa política também traz um aumento significativo nos custos com manutenção, atrasos nas entregas uma perda entre a oferta e a demanda o que acarreta cada vez mais perdas aos clientes.
    Sem contar com as quadrilhas especializadas em roubo de cargas, tudo isso acaba aumentando os custos logisticos e fazendo com que produtos e serviços percam suas competitividade no mercado, levando a diminuição dos lucros e até prejuízos.

    ResponderExcluir
  9. Edson Soares Rosa17 de maio de 2012 22:40

    O texto menciona as estradas e rodovias que a muito tempo deveriam ter sidas estruturadas,se essas estradas e rodovias já estivessem com estrutura desde o inicio não estariam gastando tanto como estão querendo gastar agora desesperadamente.
    Em relação ao artigo de Leonardo Lacerda, devido a precária estrutura de rodovias e estradas do nosso país,quem trabalha em logística tem que se adequar aos sistemas que temos atualmente,buscando estratégicas para atender a demanda,que vem de toda parte do Brasil. Sendo assim os clientes não sabem do trabalho logístico que tem que ser adotado para atende-los, na prateleira do mercado,isso relacionado a todo tipo de produto, utilizando assim o sistema direto ou sistema escalonado sendo assim ambos são aplicados de maneira correta,pois cada sistema pode ser utilizado de acordo com a estrutura de cada empresa, o que for melhor relacionado aos sistemas a empresa deve adotar na redução dos custos com transportes.

    ResponderExcluir
  10. Rogério Marcone18 de maio de 2012 08:25

    O Brasil obtém problemas logísticos com relação ao sistema rodoviário e ferroviário. A falta de rodovias e ferrovias em suas dimensões e necessidades do País é evidente.
    Para virar uma realidade no mundo logístico temos as rodovias e ferrovias deverão estar em bom estado de conservação para o crescimento não só logístico de forma econômica e social do nosso País. As soluções mais adequadas dependem de características próprias de cada empresa e da estratégia logística adotada. Ou seja, o Sistema escalonado, Cross Docking, Transit Point ou Merge in Transit são opções disponíveis que podem ser utilizadas dependendo da estratégia de cada empresa.

    ResponderExcluir
  11. Francisco Daniel18 de maio de 2012 10:38

    Apesar de ter sido classificado como o sexto país no ranking do PIB mundial em 2011 ( Fonte: http: //www.logisticadescomplicada.com/brasil-torna-se-a-6a-potencia-economica-ranking-do-pib-mundial/), o Brasil ainda sofre por causa de problemas decorrentes de falhas na administração de suas estruturas de transportes deixadas por governos passados.
    Sendo o acesso uma das principais dificuldades para a logística, alguns recursos estratégicos (Cross-Docking, Transit. Point) vem sendo utilizados pelas empresas tentando minimizar esses obstáculos.

    ResponderExcluir
  12. Hoje, o Brasil mesmo tendo um crescimento na exportação, os empresários sempre tentando uma maneira de sobreviver como vendas em sites, redes sociais...procuram ser totalmente responsável pelos clientes principalmente na areá de entregas, mas com esse comprometimento gera transporte, o preparo de (CDAS, CROSS DOCKING, TRANSIT POINT) isso gera dificuldades pois o Brasil não tem preparo na infra-estrutura sem contar com dificuldades com transporte FERROVIÁRIO.

    ResponderExcluir
  13. Prover disponibilidade de produtos, onde e quando estes forem necessários, e coordenar o fluxo de produtos de vários fornecedores dispersos pelo país e/ou pelo mundo, para que estes cheguem até os clientes finais, nas mais distantes regiões, a custos compatíveis com a capacidade do consumidor.
    Devido a alta demanda e consumo de determinado produtos ser muito grande, as empresas estão adotando tipos de estruturas logísticas para atender de forma mais ágil e eficiente o cliente final, mantendo seu estoque e distribuindo de forma correta para atender a expectativa e necessidade do cliente;
    Estrutura Escalonadas: centro de distribuição avançado ou CDA, Estrutura Direta: Transit Point, Cross Docking, Merge in Point
    Para obter um rápido atendimento, economia de transporte, é preciso ter também um software de gerenciamento de armazenagem (WMS) para coordenar o fluxo o fluxo entre as docas.
    O governo também deveria investir e trabalhar de forma que apresentasse um cenário resultante para nossa logística, para que as entregas não sofram atrasos nem danos nas mercadorias, para não afetar o cliente final.

    ResponderExcluir
  14. Prover disponibilidade de produtos, onde e quando forem necessários, coordenar o fluxo de produtos de vários fornecedores pelo país e pelo mundo, para que cheguem até os clientes finais, em regiõesdistantes tendo custos compatíveis com a para adequar a necessidade do consumidor.
    Obter Rodovias e ferrovias são necessidades impar em nosso país, soluções adequadas dependem de características de cada empresa e da estratégia adotada, ou seja, o Sistema , Cross Docking, Transit Point ou Merge in Transit são opções disponíveis que podem ser utilizadas dependendo da estratégia de cada empresa.

    ResponderExcluir
  15. Mateus B. Oliveira18 de maio de 2012 18:30

    O nosso pais, nós dias de hoje não consegue resolver os problemas logísticos, alguns deles são a pequena quantidade de malha ferroviarias, estradas e paviamentação em precariedadede, há muito a ser desenvolvido, a Logística no país não consegue atender a demanda necessaria, necessita de mão de obra e infraestrutura, devido aos grandes eventos que irá acontecer no país, sem contar também o crescente aumento da economia do Brasil que deixa todos animados, mas ao mesmo tempo preucupados com a falta de infraestrurura portuaria, áerea, rodoviárias e ferroviarias.
    Para que o real crescimento e desenvolvimento da logística ocorra temos que primeiramente analisar e cientizar as pessoas para o conservamento das vias publicas, para manutenção corretica de futuros poblemas precisamos ter um poder de resposta mais rapido, um processo para buscar a execelencia na Logística que cada dia exige mais . Tendo em vista que não existe uma iniciativa objetiva para a adequada manutenção quanto também não há para a ampliação e modenização dos sistemas rodoviários e ferroviários apenas com recursos governamentais, ou o processo de consseções que tem cido um caminho para superar o desafio de melhorar e aumentar essa infra-estrutura rodoviária e ferroviária, recentemente temos visto a consseção de aeroportos para infraestrutura para copa do mundo e olimpiadas.

    ResponderExcluir
  16. Bruna F. C. Batista18 de maio de 2012 18:36

    Produtos e serviços não têm valor a menos que estejam sob a posse do cliente quando e onde eles desejam consumi-los. E para atender essa demanda temos os centros de distribuição avançados (escalonados) que tem como principal objetivo atender as necessidades dos clientes que se localizam em uma determinada área geográfica distante de um centro de distribuição produtor, além do transporte do CD para o CDA ser com carga consolidada gerando assim um custo de frete mais baixo.
    Temos também outras formas logísticas de atender a essa demanda com eficiência e custos mais baixos tais como: Transit Point, Cross Docking e Merge in Point.

    ResponderExcluir
  17. André Fernandez18 de maio de 2012 20:48

    O Brasil tem uma pavimentação muito precaria com relação a logistica atual do país,estradas, ferrovias, a maioria em mal estado gerando custo e mais custo ao fabricante, que logo repassa este custo para nós, os clientes.
    A população brasileira não sabe o trabalho e o que custa para ele mesmo ter um produto a sua disposição em uma prateleira no supermercado.
    A discusão por uma melhor pavimentação, melhores aeroportos, chega a maioria da população somente agora que estamos prestes a Copa das Confederações e a Copa de 2014,esquecemos todo o dinheiro "nosso" que é mal investido pelos governantes.

    ResponderExcluir
  18. Nós seres humanos corremos para conter (resolver) os problemas logísticos de nosso país e de todo o mundo com relação dos modais de transporte.Temos que tentar solucionar os problemas de infra-estrutura, manutenção adequada e até ampliações das condições de uso de nosssos modais para uma melhor satisfação de nosso cliente.Hoje existe alguns recursos estratégicos para passar por cima de todas as dificuldades encontradas no mundo,principalmente em nosso país que é o cross-docking, transit point, etc.Com esses recursos realizamos nossas entreguas corretamente, atingindo a espectativa do cliente.
    Não podemos apenas depender desses recursos citados para atingir nossos objetivos, temos que reivindicar nossos direitos,e cobrar mais compromissos de nossos superiores.

    ResponderExcluir
  19. Diego Oliveira

    Hoje em dia no Brasil enfrentamos várias dificuldades com as estradas, ferrovias todas em mal estado, de alguma maneira gerando prejuízo aos usuários.

    Usando os conceitos de Luciano Lacerda, não existe um modelo único mais as soluções mais adequadas são Centros de Distribuição Avançados, Transit Point, Cross-Docking, Merge in Transit. O setor logístico esta cada vez mais necessitado de agilidade para atender os clientes, são opções disponíveis que podem ser utilizadas dependendo da estratégia de cada empresa.

    ResponderExcluir
  20. A demanda vem aumentando a cada dia e cada vez mais, portanto não basta ter uma distribuição como as que já existem do tipo avançado, transit point, cross dockind etc. Mas sim de maneira econômica e otimizada para que possa sempre cada vez mais satisfazer os clientes e fideliza-los, também buscando conquistar sempre uma fatia a mais do mercado.

    ResponderExcluir
  21. Michele de Souza Silva18 de maio de 2012 21:28

    Como citado no primeiro texto, um dos principais problemas enfrentados pelas empresas hoje é como fazer entregas de seus produtos aos clientes, devido às péssimas condições das estradas brasileiras, principalmente nas regiões menos desenvolvidas do país(norte e nordeste). Com isso o professor Leonardo Lacerda descreve no texto algumas ferramentas(Cross Docking, Merge in Transit) utilizadas para tentar superar esses problemas e atender melhor as expectativas de seus clientes

    ResponderExcluir
  22. Anderson Fernando Martins18 de maio de 2012 22:32

    O trabalho da logística é prover disponibilidade de produtos, onde e quando estes forem necessários, frequentemente, isto significa coordenar o fluxo de produtos de vários fornecedores dispersos pelo país e, cada vez mais, dispersos pelo mundo, para que estes cheguem até os clientes finais, nas mais distantes regiões.
    Os centros de distribuição avançados são típicos de sistemas de distribuição escalonados, onde o estoque é posicionado em vários elos de uma cadeia de suprimentos. Seu objetivo é permitir rápido atendimento às necessidades dos clientes de uma determinada área geográfica distante dos centros produtores. A utilização dos centros de distribuição avançados permite o recebimento de grandes carregamentos consolidados e, portanto, com custos de transporte mais baixos. O transporte até o cliente pode ser feito em cargas fracionadas, mas este é realizado em movimentos de pequena distância.
    A implementação de novos arranjos operacionais como o cross-docking e transit point implica em mudanças que extrapolam as fronteiras da empresa e são extremamente dependentes de relacionamentos cooperativos entre os participantes da operação. Além de uma nova mentalidade gerencial, estas mudanças exigem a adoção de novas tecnologias de informação que permitem o compartilhamento de dados que viabilizam a coordenação necessária para executar com eficiência os novos processos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O trabalho da logistica é atender as necessidades humanas que são ilimitadas e cada vez mais exigentes.
      Deve-se ter uma gestão focada no mercado para uma avaliação se ha ou não necessidade de CDA para atender regiões distantes dos centro de produção, pois os CDAs tem um alto custo operacional por se tratar de um sistema de distribuição escalonado com muita movimentação e gerenciamento de estoque com risco de não conseguir atender os clientes devido a distância com relação ao CDC.
      Em alguns caso devemos nos atentarmos ao sistema de distribuição direto, onde o atendimento do clientes e feito da fabrica para o cliente, ou as vezes com utilização de novos arranjos como cross-docking, transit point e outro.
      Alem desta parte de distribuição tambem é muito importante se trabalhar em conjunto com tecnologias que auxiliem nos controle e no atendimento ao cliente facilitando a comunicação e a integração.

      Excluir
  23. Com a globalização os consumidores vão cada vez mais as compras, sem se preocupar com distancia e a forma com que os produtos chegam no mercado.
    Entra ai a logística,com aumento gradativamente da demanda vem sendo cada vez mais exigidas nas empresas e no nosso dia a dia.
    Um dos pontos principais da logística é estudar o mercado consumidor , planejar e gerenciar suas ferramentas, criando estratégia de distribuição para atender seus clientes com alto nível de serviço e também com menor custo de distribuição e ou reduzindo estes.
    Temos vários modelos para soluções de alguns problemas causado pela infraestrutura de nosso pais (Rodovias, ferrovias ) onde as empresas com seu planejamento logistico podem utilizar de centros de distribuições avançados, Transit Point, Cross- Docking, Merg in Transit.
    Sabendo que as opções de Centros distribuições avançados, Transit Point, Cross- Docking, Merg in Transit não só são utilizadas devido problema com infraestrutura de nossos modais como também para empresa, dependendo do ramo de sua atividade ou dos tipos de materiais que produz.

    ResponderExcluir
  24. A função da logística é não deixar o cliente sem o produto que precisa e para acontecer isso a armazenagem é uma das funções mais importantes da cadeia logística. A armazenagem é uma função estratégica da logística então para decisão de sua localização acaba levando em consideração diversos fatores importantes para satisfazer o cliente cada vez mais. Com isso as empresas precisam decidir qual instalação de armazenagem é o melhor para ela levando em consideração os custos envolvidos nesse processo, quais os produtos que iria atender determinada região, o volume de produto que passaria pelo armazém. Não existe um modelo correto de instalação de armazenagem para ser seguida, a escolha vai depender de cada empresa, de cada produto e da estratégia de armazenagem que a empresa resolveu adotar podendo optar por uma ou mais instalações de armazenagem.

    ResponderExcluir
  25. A tomada de decisão para a escolha entre o CDA escalonado e direto, depende do negócio da empresa e do share dos produtos em determinadas regiões. Eu posso ter uma distribuição direta para o Sul e duas escalonadas para atender centro-oeste/norte e norte de Minas/nordeste. Por exemplo: No Sul podemos considerar existente produtos de baixo giro, onde o frete direto seria mais viável do que se manter um estoque, onde esse armazém poderia me gerar dinheiro parado e obsolescência. Poderia se utilizar do método de Transit Point para distribuição. Nos dois escalonados mencionados, os produtos tem um alto giro que implicaria na geração de um estoque para o atendimento ágil ao cliente. Onde a falta de produto me geraria uma deficiência de inventário, o não atendimento ao cliente e prejuízo. Ou seja, o objetivo do escalonado não seria cumprido.
    Concluindo, defino que a compensação de uma estratégia pode ser a curto, a médio ou longo prazo. Baseando-se no crescimento das vendas, no aumento do share e satisfação do cliente, baseando-se nestes três aspectos, meu direto do Sul poderia se transformar em um escalonado.

    ResponderExcluir
  26. O trabalho da logística é prover disponibilidade de produtos, onde e quando estes forem necessários, frequentemente, isto significa coordenar o fluxo de produtos de vários fornecedores dispersos pelo país e, cada vez mais, dispersos pelo mundo, para que estes cheguem até os clientes finais, nas mais distantes regiões. Alem desta parte de distribuição tambem é muito importante se trabalhar em conjunto com tecnologias que auxiliem nos controle e no atendimento ao cliente facilitando a comunicação e a integração.
    Em alguns caso devemos nos atentarmos ao sistema de distribuição direto, onde o atendimento do clientes e feito da fabrica para o cliente, ou as vezes com utilização de novos arranjos como cross-docking, transit point e outro.

    ResponderExcluir
  27. Vejo aqui neste artigo que como não poderia deixar de ser, cabe à logística prover disponibilidade de produtos estejam os clientes onde estiverem e também dar soluções eficientes com baixo custo e rápido atendimento.
    Para isso, é necessário criar políticas,estruturas e gerenciar o sistema de distribuição de forma a atender com qualidade os consumidores distantes geograficamente dos grandes centros produtores. Para que tudo isso aconteça de forma eficiente, algumas empresas adotam algumas estruturas como: entregas escalonadas e diretas, ou seja, distribuição através de centros avançados de distribuição ou entregas diretas ao cliente, bem como de sistemas de distribuição como Transit Point, Cross-Docking e Merge in Transit, que permitem um rápido fluxo e menor custo já que não utilizam muito espaço para a operação, uma vez que os produtos não entram no estoque físico e sistêmico. Apesar de todas essas estruturas nada garante o sucesso ou menor custo, pois depende do tipo do produto e da empresa. Cabe à cada empresa adotar um modelo que mais agrega valor ao seu produto ou que represente menor custo de distribuição.

    ResponderExcluir
  28. A logística enfrenta todo dia grandes problemas,pois o Brasil não tem uma infraestrutura adequada para um bom para o transporte, e seus governantes parecem "cegos" a essa questão.
    Sendo que a logística visa qualidade ,entregando produtos/serviços de acordo com a demanda e nos prazos programados,pois cada dia que passa os clientes estão querendo os produtos,na hora ou menor prazo de entrega possível,e se você não conseguir atende-lo ,ele certamente comprará o produto de outro fornecedor e você perderá o cliente.
    Para diminuir o tempo de entrega empresas estão usando CDA's,Cross-Docking,Transit Point,ganhando não só uma entrega mais rápida mas também economia com o transporte.

    ResponderExcluir
  29. Está com o produto certo, na hora certa, na quantidade necessária e nas especificações requerida pelo cliente, é um verdadeiro desafio, principalmente num país como o Brasil que tem uma extensão geográfica enorme.
    Este artigo deixa bem claro as vantagens e desvantagens que cada modelo de distribuição, que as empresas podem adotar, para melhor atender os seus clientes distantes.
    São classificados em dois grandes grupos:
    Estruturas escalonadas – que possui um ou mais armazéns centrais e diversos CDA próximos aos seus clientes.
    Estruturas Diretas – onde os produtos já saem do armazém direto para casa do cliente.
    Dentro destes grupos tem diversos sistemas de distribuição diferentes que já são utilizados pelas as empresas para redução do custo do frete.
    Entre as diversas estruturas dos sistemas de distribuição que foi citado neste artigo, no meu ponto de vista o mais econômico é Transit Point, devido a sua agilidade e o seu baixo custo, ele é parecido com CDA, mas tem algumas vantagens: não é preciso ter estoque, a sua venda é direta no qual diminui a incerteza, também saem do Armazém central com carga consolidados e somente em uma determinada região esta carga é separada para entrega individual em caminhões menores, ou até mesmo ser consolida novamente com cargas de diferentes fornecedores para um determinado cliente.

    ResponderExcluir
  30. Para se ter um nível de serviço bom e poder atender seus clientes com eficiência, você vai precisar de uma estrutura de distribuição em dois grandes grupos.
    Estruturas escalonadas: uma rede de distribuição escalonada tipica possui um ou mais armazéns centrais e um conjunto de armazéns ou centros de distribuição avançados próximos das áreas de mercados.
    Estruturas diretas: são sistemas de distribuição onde os produtos são expedidos de um ou mais armazéns centrais diretamente para os clientes.
    O custo no sistema escalonado são maiores precisa-se de uma quantidade de estoque maior para poder atender os cientes mais rápido, sua manutenção em toda a linha de produtos, é sujeita a falta de estoque e o risco de absoletar os produtos.
    O Transit Point é bastante similares aos centros de distribuição avançado,mas não contem estoque opera com uma instalação de passagem,recebendo carregamento consolidado e separando-os para as entregas locais aos clientes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para se ter um nível de serviço bom e poder atender seus clientes com eficiência, você vai precisar de uma estrutura de distribuição em dois grandes grupos.
      Estruturas escalonadas: uma rede de distribuição escalonada tipica possui um ou mais armazéns centrais e um conjunto de armazéns ou centros de distribuição avançados próximos das áreas de mercados.
      Estruturas diretas: são sistemas de distribuição onde os produtos são expedidos de um ou mais armazéns centrais diretamente para os clientes.
      O custo no sistema escalonado são maiores precisa-se de uma quantidade de estoque maior para poder atender os cientes mais rápido, sua manutenção em toda a linha de produtos, é sujeita a falta de estoque e o risco de absoletar os produtos.
      O Transit Point é bastante similares aos centros de distribuição avançado,mas não contem estoque opera com uma instalação de passagem,recebendo carregamento consolidado e separando-os para as entregas locais aos clientes.

      Excluir
  31. Para se ter um nível de serviço bom e poder atender seus clientes com eficiência, você vai precisar de uma estrutura de distribuição em dois grandes grupos.
    Estruturas escalonadas: uma rede de distribuição escalonada tipica possui um ou mais armazéns centrais e um conjunto de armazéns ou centros de distribuição avançados próximos das áreas de mercados.
    Estruturas diretas: são sistemas de distribuição onde os produtos são expedidos de um ou mais armazéns centrais diretamente para os clientes.
    O custo no sistema escalonado são maiores precisa-se de uma quantidade de estoque maior para poder atender os cientes mais rápido, sua manutenção em toda a linha de produtos, é sujeita a falta de estoque e o risco de absoletar os produtos.
    O Transit Point é bastante similares aos centros de distribuição avançado,mas não contem estoque opera com uma instalação de passagem,recebendo carregamento consolidado e separando-os para as entregas locais aos clientes.

    ResponderExcluir
  32. Este texto vem nos mostrar claramente a função da palavra Logística: economia no transporte,satisfação do cliente, qualidade,preço final, mas principalmente a rapidez na entrega,e é bem isso que vem sendo mostrado quando se toca na palavra Escalonada: Quando uma matriz fica em um determinado "Estado" distribuindo pra CDS de varias cidades, CDS estes que de forma mais rápida responde a necessidades dos seus clientes, gerando menor custos com transporte e menor tempo em espera. Ou ainda podemos optar pela Estrutura Direta:onde a matriz ou um cd manda direto seus produtos aos clientes. Por fim as vantagens e desvantagens estão ai, é fato perceber que é possível obter um ótimo resultado final de serviço com alta qualidade e atender bem o principal foco nisso tudo o CLIENTE.

    ResponderExcluir
  33. Neste artigo vejo uma missão muito grande da Logística,em colocar o produto certo na hora certa com o menor custo, sendo que não temos boas estruturas para atender essas necessidades, as estradas não estão em bons estado e os riscos de roubos são grande, mesmo com todos estes problemas a logística tem este desafio de entregar o produto com eficiência.
    Na estrutura direta, que é, o produto sai de um ou mais armazém, direto para o cliente.
    Também são usadas as estruturas escalonadas onde tem um ou mais armazéns centrais que fica próximo do cliente, assim o atendimento e a entrega dos produtos em uma área avançada dos centros de produtores seja mais rápida e com o menor custo.
    O Transit Point, dos 3 que tem o custo mais barato, não trabalha com o estoque, evitando incertezas, os produtos não ficam obsoletos.

    ResponderExcluir
  34. Lucinéia Aparecida Alves Sant'Ana24 de maio de 2012 19:02

    Os consumidores quando vão as prateleiras de lojas ou supermercados tem como objetivo encontrar os produtos que procurão não importando a distância por isso esse é o principal fator da logística prover distribuidores e produtos no tempo certo na hora certa para os clientes finais independentes da distância. Como o sistema de distribuição capaz de atender de forma econômica por isso tem um nível de serviço mais alto eficiente como o atendimento. Outro fator importante na logística foi as estações de armazéns mais próximos dos clientes para contribuir no atendimento e rapidez e qualidade do serviço. E cada empresa tem uma estrutura que é escalonada ou direta pois uma serve para o armazém e outra para distribuição quando à expedido para um ou mais armazéns. Há escalonada que tem como função oferecer mais rápido fornecimento podendo fazer o transporte de carga fracionada em pequenas distância tendo também o custo mais baixo tornando seu estoque mais complexo pela ocorrencia da demanda e evitando obsolência dos produtos. Para o atendimento da ligística ficar mais eficiente e eficaz ela passou por várias mudanças para atender melhor os clientes e passou à usar o sistema crossdocking e transit point que tem como função agilizar essas mudanças e respondendo as respostas rápidas para cada cliente, cada empresa tem objetivos de adaptar ao seu modelo não tendo como único modelo pois depende das características de cada empresa para soluções das mesmas. Esse objetivo da logística atender sempre como QUALIDADE.

    ResponderExcluir
  35. Hoje em dia o Brasil vem crescendo muito,mas tem muito que melhorar com suas estradassendo este o principal problema do ponto de vista logistico é a infra-estruturas,pouco mais de 10%das estradas são pavimentadas.
    Estruturas diretas faz o faturamento e leva direto para a casa do cliente(produto).
    Estruturas escalanadas tem um o mais armazéns em lugares estrategicos,conforme a demanda.
    Trans point e muito parecido com o CDA mas não tem estoque como isto seu custo e mais baixo porque tem pouca manutenção.

    ResponderExcluir
  36. Josias Alves de Sousa Junior25 de maio de 2012 18:41

    Hoje em dia tudo precisa ser feito rápido e eficiente,a logística não é diferente,por isso,ela tem que atender de maneira rapida e eficiente o cliente para que o mesmo fique satisfeito com o serviço,para que isso aconteça existem alguns tipos de centros e estruturas para se obter um serviço com qualidade e agilidade.Cada empresa adotará uma estratégia para atender com precisão o serviço dado pelo cliente

    ResponderExcluir
  37. na logistica o crescimento é continuo mas falta estrutura nas rodovias para suprir as necessidades e demandas das empresas para a distribuição com rapidez e qualidade e satisfação dos clientes.e para isso quanto mais armazens centrais para a facilidade para a distribuição de produtos melhor sera. e com os recursos de transit point, crossdocking e merge in transit que facilita na deslocação em custo e resutados.

    ResponderExcluir
  38. A função das instalações de armazenagem é uma decisão estratégica. É parte de um conjunto integrado de decisões, que envolvem políticas de serviço ao cliente, políticas de estoque, de transporte e de produção que visam prover um fluxo eficiente de materiais e produtos acabados ao longo de toda a cadeia de suprimentos. As soluções mais adequadas dependem de características próprias de cada empresa e da estratégia logística adotada. Ou seja, o Sistema escalonado, Cross Docking, Transit Point ou Merge in Transit são opções disponíveis que podem ser utilizadas dependendo da estratégia de cada empresa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. as novas exigências para a atividade logística no brasil e no mundo passam pelo maior controle e identificação de oportunidades de redução de custo,redução no prazo de entrega e aumento da qualidade no cumprimento do prazo,disponibilidade constante dos produtos,facilidade na gestão dos pedidos e flexibilização das fabricas,novas ferramentas para definição de processo e adequação dos negócios.
      logística é arte de comprar,receber,armazenar,expedir,transportar e entregar o produto\serviço certo,na hora certa,no lugar certo,ao menor custo possível

      Excluir
  39. Max Maciel P. do Prado16 de agosto de 2012 08:20

    A abrangência e necessidade do mercado de hoje não se limitam, por isso é de muita importância o investimento da parte pública pelo menos básico na infra-estrutura dos modais mais utilizados aqui, principalmente para diminuir os custos para as empresas, onde o cross docking é muito utilizado em cidades que as estradas não são tão boas e caminhões não conseguem chegar.

    ResponderExcluir
  40. No Brasil hoje além de não ter uma grande utilização das linhas ferroviárias, essas não são tão seguras apesar do baixo custo.
    Estava vendo o jornal da manhã esta semana e falavam de um grande percentual de pessoas que utilizam os transporte rodoviários, isso comparando com o ferroviário( onde poderia ser mais utilizados desde que as condições de mais linhas fossem investidas) o que causa transtornos com trânsitos, acidentes,estresse, etc.. Está havendo uma melhora gradativamente na infra-estrutura , bem lenta apesar de tudo.
    Da gosto de ver no Japão(onde já morei)quão organizados são com os diversos modais, apesar da enorme população, mas tenho certeza que o Brasil chegará lá.

    ResponderExcluir
  41. Renato Pereira lima17 de agosto de 2012 17:01

    Boa tarde!!
    o Brasil tem um extenso territorio e uma grande e distinta demanda, atualmente nao usamos isso a nosso favor, a muito o que investir em nossos grandes rios que por sua vez navegaveis cortam o brasil de norte a sul / leste a oeste. sem falar na nossa imensa costa que aproveitada para cabotagem reduziria o numero utilizado hoje no transporte terrestre, que por sua vez indaga-nos com a pressao dos congestionamentos,custos com pedagios a rodovias mas planejadas e estado caotico. com nossa grande produçao e industrializaçao no sudeste do pais, e alto consumo no extremo norte e nordeste principalmente de alimentos, temos poucas rodocias que cortam este setor. a realidade futurista é de otimismo como retrata bem o texto temos varios projetos em andamento, que darao maior aproveitamento e crescimento ao pais. nossa realidade é uma porem nossas condiçoes de mudnça ja é bem diferente.

    ResponderExcluir
  42. O principal problema do ponto de vista logístico é a infraestrutura. Pouco mais de 10% das nossas estradas são pavimentadas, o que soma menos de 250 mil km. Não adianta tentar comparar esta situação com países desenvolvidos. Ainda assim, se quisermos comparar esta situação com os outros membros do BRIC, o Brasil está muito atrás. A Rússia tem mais de 600 mil km de estradas pavimentadas enquanto a China e a Índia tem, cada uma, em torno de 1,5 milhão de km de estradas asfaltadas.
    Mas a boa noticia é que o governo investira 133 bilhões na infraestrutura de ferrovias e rodovias.
    E vale lembrar que as rodovias são nosso “ponto forte”. O Brasil tem apenas 30 mil km de ferrovias contra 63 mil km da Índia, 77 mil km da China e 87 mil km da Rússia. Apenas para colocar estes números em perspectiva, os EUA tem mais de 220 mil km de trilhos.

    ResponderExcluir
  43. Alisson Paulo Adriano18 de agosto de 2012 02:09

    Boa Noite,

    Meu ponto de vista é que o Brasil tem oportunidades e riquezas de sobra o suficiente para ser exploradas. Mas para isso falta um ponto principal que é apoio e investimentos de nossos governantes/políticos, para que possamos abrir o espaço a logística no Brasil.
    Pois temos capacidades e pessoas qualificadas para implantar essa tecnologia para que possa resultar em beneficio e progresso enorme para o pais.

    ResponderExcluir
  44. Susane C. Dal Bó ( Logística) RA:1120795818 de agosto de 2012 11:10

    O Brasil hoje tem um grande diferencial, que é a produção em grande escala e com qualidade, mas nós esbarramos na infra - estrutura precária de um pais sub desenvolvido, é o ponto onde não conseguimos se competitivo pela demora para entrega de produtos e para embarque nos portos e aeroportos, aumentando os custo na produção. Deixando produtos de fora entrar no mercado nacional com menor preço. Precisamos que o governo trabalhe junto com as instituições privadas em parceria para resolver os problemas de infra- estrutura no Brasil, para escoar nossos produtos com rapidez e menor custo.

    ResponderExcluir
  45. Diversos fatores fizeram a logística do Brasil a ficar estagnada durante décadas, como: dificuldade financeira, na qual o nosso país vem melhorando nos últimos anos, faltas de ferramentas (sistemas e equipamentos), impostos, taxas, etc. No meu ponto de vista, para a logística evoluir em nosso país, o governo tem que investir em infraestrutura, privatizar portos, construir novos terminais aeroportuários, novos projetos para rede fluvial, privatização de ferrovias, duplicações de rodovias, entre outros.

    ResponderExcluir
  46. Rafaela Tonini Anastácio RA: 11207601 Logística18 de agosto de 2012 22:13

    Boa noite,


    O Planejamento estratégico logístico pode ser definido como um processo unificado, compreensivo e integrado para alcançar vantagem competitiva através de valor acrescido e do serviço ao cliente o qual resulta numa satisfação superior do cliente, aonde nós queremos estar, antecipando a demanda futura por serviços logísticos e administrando os recursos de toda a cadeia de suprimentos, como chegar lá. Este planejamento é feito dentro do contexto do plano contingencial corporativo.
    No entanto o planejamento estratégico de logística é um processo que requer uma compreensão de como diferentes elementos e atividades de logística interagem em termos de troca e o custo total para a organização. Somente por entender a estratégia corporativa pode a Logística melhor formular sua própria estratégia.

    ResponderExcluir
  47. Palpites e percepções só geram ideias vazias, é por isso que à mais de 500 anos o Brasil vem se arrastando.E atualmente ou possivelmente melhore, devido às ultimas noticias em melhorias no sistema logístico com investimento de R$ 133 bilhões anunciado pelo Governo Federal, para construção de ferrovias, duplicação de rodovias e também para novas rodovias. Em minha opinião isso é bom, é um passo para o país, e facilitará o escoamento de mercadorias com mais ganho de tempo, com acesso rápido aos portos e aeroportos, e acredito que dessa forma integrando vários modais.

    ResponderExcluir
  48. Alysson caetano campioni RA 1120719519 de agosto de 2012 10:10

    Bom dia.
    A realidade atual do nosso pais conta com o baixo comprometimento do setor politico, como a falta de planejamento e sem falar na corrupção que atrasa muito nosso desenvolvimento, como ótimo exemplo a transamazônica que nunca foi nem pavimentada ou seja caminhões não trafegam com facilidade, que prejudica muito o setor lojistico e econômico.Uma das soluções existentes seria utilizar todos os tipo de modais, as rodovias não suportam mais nossas necessidades logisticas.

    ResponderExcluir
  49. Sergio Luiz
    Estudamos formas, fórmulas, cases, conceitos diversos de logística, sobre a demanda infifinta que possui o mercado brasileiro, porém sabemos que por outro lado não existe gestão daqueles (políticos) que decidem sobre os rumos e as verbas destinadas a esse segmento que apesar do mais ser o mais importante para a nossa economia ainda é tratado de forma de um país de terceiro mundo. Quando se decide no congresso temos que saber que são vários os interesses, empresários, banqueiros, sindicalistas, pecuaristas, e percebemos que as decisões sempre são tomadas visando o interesse do segmento mde cada um e não do mercado como um todo.

    ResponderExcluir
  50. A nossa realidade financeira não permite certos investimentos antes de haver uma demanda. Portanto os investimento logísticos são, na maioria das vezes, feitos a partir de uma certa necessidade. Mesmo assim vemos planejamentos e execuções que são feitas e não dão certo por não estar de acordo com nossa realidade e o resultado é sempre o desperdício de dinheiro publico. Por isso antes de qualquer opinião,consultoria, palpite, etc sobre a estrutura logística que o pais deveria ter, a ideia deve estar bem embasada em nossa realidade e condições.

    ResponderExcluir
  51. Marilia RA 1120877119 de agosto de 2012 12:15

    Olá, Boa Tarde !
    Ao ser corretamente entendida e aplicada,a logística permite desenvolver estratégias para a redução de custos e o aumento do nível de serviço ofertado o cliente.Neste momento,é necessário analisar a realidade do Brasil,e o que se apresenta é preocupante, a falta de rodovias e ferrovias pavimentadas.Nossa infra-estrutura não é favorável, sendo necessários pesados investimentos nesse setor.A matriz de transporte é fortemente dominada pelo transporte rodoviário, que responde por dois terços do movimento de carga no país. Os desafios estão na necessidade de rápida solução dos problemas que impedem o desenvolvimento da eficiência da logística.A iniciativa privada e o governo precisam se unir para desenvolver um plano de desenvolvimento da logística no Brasil.Caso isso não aconteça o país continuará assistindo o desenvolvimento mundial como coadjuvante.

    ResponderExcluir
  52. RA:11208856
    Bom dia.
    muito bom o artigo prof Edison,
    na minha opnião hoje em dia a logística esta por toda a parte,e precisa cada vez mais de rapidez para atender todos os clientes , e os meios mais rápidos são os transportes aéreos ou de hidrovias os meios de transportes terrestres já não dão conta de toda a demanda que aparece.

    ResponderExcluir
  53. Thierry Pronk - RA11208813 Logística

    No mercado altamente competitivo, onde as inovações e as mudanças ocorrem de forma acelerada, a existência de consumidores exigentes, com diferentes necessidades a serem atendidas, faz com que as empresas busquem novas formas de gestão de seus negócios em direção a fidelização dos seus clientes. Juntamente com a busca da satisfação de seus clientes, as empresas não devem esquecer de oferecer um retorno satisfatório para o capital investido pela empresa (ou acionistas), garantindo assim, a sua permanência no negócio. Desta forma, a empresa estará aumentando suas chances de se manter no mercado ao qual está inserida, e também, tendo melhores condições de enfrentar seus concorrentes.

    ResponderExcluir
  54. A logística no Brasil não é "eficiente" a nível de outros países(Ex:EUA)devido a falta de investimentos pelos políticos em diferentes modais de transporte.a infra-estrutura no transporte em geral não acompanha o crescimento da economia e hoje o que se vê é dificuldade em se transportar de forma a reduzir os cultos em todos os meios da logística.também os impostos em geral cobrados pelo governo é muito alto somando se tudo isso se tem um custo muito alto na logística de um produto até o cliente final.privatizar ou concessionar empresas as vezes não é melhor opção.Ex:algumas rodovias oferecem bom pavimento,sinalização e etc. mas cobra pedágio sendo que já pagasse impostos ou seja paga duas vezes.o ideal mesmo é investimento dos políticos.

    ResponderExcluir
  55. Carla Cristina da Silva19 de agosto de 2012 15:30

    No Brasil, confunde-se o conceito de logística com transporte. Transporte é parte da logística. Somente 0,5% das empresas brasileiras têm departamento de logística. Há ainda o custo do roubo de cargas. Estima-se que, só para gerenciamento desse risco neste país, as empresas gastem - nas grandes cidades - em torno de 6% da receita.As empresas de logística analisam as melhores rotas e modalidades de transporte (aéreo, terrestre, marítimo), tendo em vista custos e segurança. Calcula-se que o custo da logística (armazenagem, transporte e distribuição) representa 6% do valor do produto. Considerando-se nosso PIB industrial de US$ 200 bilhões/ano, chega-se à cifra de US$ 12 bilhões/ano. Esse é o mercado de logística do Brasil.

    ResponderExcluir
  56. Luciano Pongeti da Silva RA11208744
    O que mais nos chama a atenção é o fato de que o problema da infraestrutura logística no Brasil vem sendo tratada com grande descaso pelos governos estaduais e federais, nesta gestão e nas gestões passadas, mas a falta de vontade política traz um aumento significativo para o nosso país.
    É extremamente redundante que um país que cresce a cada ano o PIB devido as exportações, e em sua maioria commodities, não possibilita aos exportadores uma infraestrutura ainda melhor.
    Mas o processo de formulação da estratégia logística, são inseparáveis em qualquer definição ou organização real.

    ResponderExcluir
  57. Bruno vicente RA: 11208308
    Boa tarde, Professor.

    Com o crescimento das empresas e a alta demanda do mercado a logística está crescendo no Brasil e no mundo inteiro. Atualmente com a grande flexibilidade da logística e nos meios de transportes, as empresas buscam manter sempre uma boa estrutura para atender de forma econômica e satisfatória, oferecendo cada vez mais qualidade nos produtos e rápido atendimento.Buscando a satisfação dos clientes.

    ResponderExcluir
  58. Julia Oliveira 1120760519 de agosto de 2012 16:59

    O Brasil hoje em dia esta adotando cada vez mais formas diferenciadas de CDA, por ex. Transit Point,Cross-Docking,Merge in Transit e assim facilitando a distribuição, cada empresa adota seu tipo mais viável de armazenagem, com isso satisfazendo mais clientes e aumentando seu mmarketing search.
    Do meu ponto de vista esta maneira de distribuição é melhor, pois ela reduz o custo do transporte,assim atendendo mais clientes e diminuindo o custo dos produtos.

    ResponderExcluir
  59. O texto MIL VARIÁVEIS NAS ESTRATÉGIAS LOGÍSTICAS, nos mostra claramente que o Brasil ainda não está tão preparado no ramo dos transporte como outros países. Ex: EUA.
    Mesmo sendo a sexta maior economia mundial, o despreparo nos transportes se mantém dos últimos tempos até hoje.
    Na edição 984, da revista EXAME de 26/01/2011, foi publicada uma reportagem cuja a manchete da matéria era: IR APÉ É MAIS RÁPIDO, ela mostra o despreparo e a falta de investimento, manutenção nas poucas ferrovias que ainda podem transportar cargas em nosso país. E mostra também que uma carga transportada de Limeira em SP demora 12 dias para chegar ao porto de Santos, enquanto uma pessoa fazendo o mesmo trajeto a pé chegaria em 4,5 dias. Está demora ocorre devido a pessíma infra-estrutura das rodovias, e as filas de espera que tanto os caminhões quanto os navios tem que enfrentar para carregar e descarregar no porto.

    A maioria das empresas esperam surgir as demandas (cargas a serem transportadas), para depois realizarem investimentos necessários para que consigam chegar ao seu destino. O governo também não é diferente, a infra-estrutura seja em rodovias, ferrovias e portos chega por último, junto com a segurança também.
    Tudo isso faz com que faz com que o primeiro conceito da Logística que é planejar, implementar e controlar de maneira eficiente e eficazmente o fluxo e armazenagem de produtos, bens e serviços. Cobrindo desde o ponto de origem até o ponto de consumo, atendendo sempre os requisitos dos clientes, no prazo e ao menor custo , deixe de existir.
    Pois do jeito que está o transporte não será possível atender a necessidade dos clientes no tempo necessário e com baixo custo.

    ResponderExcluir
  60. Angélica Bacari RA:11207588
    Boa Tarde.
    Mesmo com o avanço de tecnologias que permitem troca de informações em tempo real, o transporte continua sendo fundamental para que seja atingido o objetivo logístico que é produto certo na quantidade certa, no lugar certo, na hora certa ao menor custo possível.
    Mas com esse avanço das empresas, ficou difícil o trasporte fornecer melhor planejamento e controle de operação pois é precário em nosso país o descaso do governo com um problema de tanta prioridade, que devia ser tratado da melhor maneira, isso faz com que os produtos não cheguem ao menor preço possível nunca.

    ResponderExcluir
  61. Everton Serafim dos Santos19 de agosto de 2012 22:19

    Everton S. dos Santos. RA:11207603

    Na comparação direta com mercados como Rússia, China e Índia, o Brasil tem a pior malha – seja em extensão, seja em qualidade – em quatro dos principais canais logísticos estabelecidos: rodoviário, ferroviário, hidroviário e de dutos.
    Para equacionar este prolema, apontam especialistas, seria preciso triplicar os investimentos atuais. Mesmo assim, só em quinze ou vinte anos o país alcançaria os patamares de competitividade de seus concorrentes emergentes diretos.

    ResponderExcluir
  62. Maurilio Junior.
    Cada dia mais aumenta o numero de consumidores que por sua vez estão cada dia mais exigentes, buscando produtos e serviços de melhores qualidade a um menor custo, sem esquecer também da concorrência que esta cada dia maior e mais acirrada. Um exemplo disso é o segmento automotivo, muitos carros apesar de serem importados gerando custo de importação ao comprador, oferecem mais opcionais e qualidade do que os modelos nacionais, por um valor igual ou até mesmo inferior. Ou seja, nos impostos estão entre os mais altos do mundo. O primeiro passo é investir melhor esse dinheiro arrecadado, para que os produtos nacionais possam ter melhor qualidade, comercialização, entrega dos seus produtos e obviamente uma melhora significativa na logística do país.

    ResponderExcluir
  63. Francisco José Dal' Bó Azevedo. RA: 11207602

    No Brasil, a qualidade das rodovias e ferrovias, em alguns lugares não estão em condição boas para serem usadas, e esse problema dificulta mais o serviço da logística.
    Por isso, que as empresas precisão ter uma estrategia logística eficiente e eficaz para poder suprir toda a demanda de pedidos, pois se a empresa tiver o conceito principal da logística ( colocar o serviço ou produto no lugar certo, na hora certa e com o menor custo possível), com isso terá mais clientes satisfeitos com seu serviço.

    ResponderExcluir
  64. Felipe Douglas Spitti RA:11208195

    O trabalho da logistica é atender as necessidades humanas que são ilimitadas e cada vez mais exigentes.
    Deve-se ter uma gestão focada no mercado para uma avaliação se ha ou não necessidade de CDA para atender regiões distantes dos centro de produção, pois os CDAs tem um alto custo operacional por se tratar de um sistema de distribuição escalonado com muita movimentação e gerenciamento de estoque com risco de não conseguir atender os clientes devido a distância com relação ao CDC.
    Em alguns caso devemos nos atentarmos ao sistema de distribuição direto, onde o atendimento do clientes e feito da fabrica para o cliente, ou as vezes com utilização de novos arranjos como cross-docking, transit point e outro.
    Alem desta parte de distribuição tambem é muito importante se trabalhar em conjunto com tecnologias que auxiliem nos controle e no atendimento ao cliente facilitando a comunicação e a integração.

    ResponderExcluir
  65. Thierry Pronk - RA11208813 Logística

    A infraestrutura do Brasil é o conjunto de atividades e estruturas da economia do Brasil, que servem de base para o desenvolvimento de diversas atividades. Por exemplo, para que empresas do país possam exportar são necessários portos, aeroportos, rodovias boas etc., elementos da Infraestrutura.
    A Infraestrutura do país foi, até décadas atrás, desenvolvida quase exclusivamente com investimentos públicos. Porém, a partir da década de 1990, com privatizações e parcerias entre os setores público e privado, as grandes empresas nacionais e internacionais tem investido na infraestrutura através de contratos de concessão.
    o Brasil se destaca em vários segmentos: é o segundo maior exportador de produtos alimentícios, um dos maiores produtores de petróleo e minerais e o quinto maior mercado automobilístico, porém a infraestrutura deixa muito a desejar em diversas regiões do país. Recentemente foi anunciado um grande investimento público/privado (concessões) na infraestrutura brasileira para aumentar e modernizar as malhas ferroviárias e rodoviárias com o objetivo de melhorar este grande ponto fraco.

    ResponderExcluir
  66. FRANCISCO GOMES DE OLIVEIRA - 2 A

    O texto relata a falta de planejamento logistco do Brasil, desde a utilizacao das ferrovias, onde a falta de planejamento resulta e desperdicio tanto de mao de obra quanto verbas publicas, pois obras de infaestruturas brasileiras so ocorrem em caso de urgencia, assim como as obras para a Copa de 2014.

    ResponderExcluir
  67. Marcos Leandro Alves Ferreira RA 11207589

    Diversos fatores fizeram a logística do Brasil a ficar estagnada durante décadas, como: dificuldade financeira, na qual o nosso país vem melhorando nos últimos anos, faltas de ferramentas sistemas e equipamentos impostos, taxas.Para a logística evoluir em nosso país, o governo tem que investir em infraestrutura, privatizar portos, construir novos terminais aeroportuários, novos projetos para rede fluvial, privatização de ferrovias, duplicações de rodovias entre outros.

    ResponderExcluir
  68. Raphael Cassiolato RA: 11207616

    O Brasil sofre muito com a falta de infraestrutura em suas rodovias,isso complica muito o trabalho da logística,assim deixando o produto com o valor mais alto.
    Um dos países que mais se cobram impostos no mundo,deveria investir mais em suas rodovias,ferrovias etc, para que seja possível facilitar a locomoção de um lugar para o outro,e com mais segurança.

    ResponderExcluir
  69. Fernando Aparecido dos Santos RA: 11105207

    Seguindo o raciocínio do texto vejo que o brasil precisa melhorar em muitos aspectos referente a logística, pois hoje com o aumento da exportação e até com o aumento da renda dos brasileiro o consumo esta bem mais auto comparado com os anos anteriores, ou seja o ponto mais longe do mapa esta consumindo produtos que requer uma logística especial para a sua distribuição, e devido a baixa infra-estrutura do Brasil as empresas tem que adotar medidas extremas para entregar esse produto, só que quem acaba pagando por isso são os consumidores finais.
    Espero que com essa nova estratégia do governo de investir 133 bilhões em ferrovias e rodovias vai dar uma alavancada no setor logístico e isso pode até ajudar com os preços.

    ResponderExcluir
  70. Benegilson Cosmo Pereira RA: 1120802521 de agosto de 2012 15:04

    Benegilson Cosmo RA: 11208025

    Há uma grande necessidade de investimentos em infra-estrutura no Brasil e à medida que o país se desenvolve isto se torna cada vez mais evidente. A estrutura logística do país está beirando o caos e este é um dos motivos que segura parte do nosso desenvolvimento, porém, vale ressaltar que nos últimos anos o país tem reagido significativamente frente aos erros do passado, haja vista, os últimos investimentos nos modais rodoviários e ferroviários da ordem de R$ 133 bilhões.
    Acho que o Brasil deve tomar iniciativas que sejam de acordo com as nossas maiores necessidades e analisando a viabilidade de cada projeto, assim como foi colocado no texto (Leonardo Lacerda) a questão sobre estruturar o sistema de distribuição é uma excelente oportunidade e está totalmente ligada às condições e necessidades do país.

    ResponderExcluir
  71. Alan Henrique V. da Costa 11207582


    As empresas vem crescendo muito nos ultimos anos e juntamente com alta demanda do mercado, assim temos que investir melhor dinheiro publico pra rodovias e ferrovias, neste caso seria muito facil o serviço losgistico perfeito, atendendo melhor os cliente a abaixando os custos.

    ResponderExcluir

Seus comentários são livres, a favor, contra ou neutro em relação ao tema do post, mas nunca devem conter ofensas pessoais ou serem feitas de forma anônima.